Amor Perfeito

Amor Perfeito

terça-feira, 7 de novembro de 2017

QUEM CASA, QUER CASA

“Quem casa, quer casa.”
Decerto, muitos de vocês já ouviram essa frase
e certamente concordam com ela.
Mas o que muitos imaginam, senão a maioria, e que quando se casa
o correto é que o casal tenha sua individualidade longe dos parentes,
ou seja, que pelos menos não fiquem debaixo do mesmo teto.
Isso está correto, pois não há coisa mais chata do que
ter sogra, sogro, cunhados e agregados se metendo na vida do casal.
E quando mora todo mundo junto, além da intimidade do casal ir para o espaço,
acontece ainda de o casal ter que dar satisfação de onde vai.
Isso também, quando algum parente não se convida para ir junto sem a menor cerimônia.
Muitas vezes, mesmo não morando sob o mesmo teto
algum parente se acha no direito de fazer visitas inoportunas,
se meter na casa, na cozinha e no modo como vivem.
A individualidade de um casal deve ser respeitada.
Claro que conselhos de parentes próximos a ambos são bem-vindos,
quando dados de forma sensata, sem que haja intrometimento na vida conjugal.
É fato que não é fácil se livrar de alguns parentes que perturbam mais do que ajudam,
mas uma boa conversa pode resolver. O problema é que muitas pessoas preferem se calar
e não expor que estão se incomodando com aquele cunhado encostado,
que chega e vai direto abrindo a geladeira ou com a sogra, que mesmo sendo boazinha,
gosta de se meter nos afazeres domésticos sem ser convidada.
Alguns preferem se esquivar para evitar confusão, afinal seja como for “é da família.”
Bom senso é maravilhoso e é uma coisa que todo mundo deveria ter.
Quem casa, quer casa mesmo e que isso fique claro.
Um casal já tem seus próprios problemas para resolver, não precisam de mais. Pense nisso!

_
_____________
Escritora
Mariana Borges
Autora dos livros: ETERNAMENTE SOLIDÃO, TEMPERANÇA. EU FALO PORTUGUÊS e AMOR PERFEITO.
BLOGS: MINHAS LINDAS LETRAS >>> www.minhaslindasletras.blogspot.com.br
MINHAS HISTÓRIAS & CRÔNICAS >>> www.historiasecronicasmb.blogspot.com.br
Administradora no Grupo STAND DO AUTOR e RODA DE POESIA
e na página AMOR, POESIA & SAUDADE


terça-feira, 3 de outubro de 2017

CASAMENTO É PARA OS FORTES

Muitas vezes as maravilhas vividas no início de um relacionamento, podem ser um prenúncio de tempos não tão alvissareiros, no futuro.
            Nem sempre, porém, devemos associar a felicidade do presente a algo agourento do futuro.
            Nem sempre isso acontece.
            Mas, enfim, esse preâmbulo serve para fazermos a seguinte pergunta: Por que os homens, nos momentos difíceis, mais que as mulheres, abandonam o lar?
            Ora, para muitos homens, uma doença da esposa já é motivo de abandono. (Onde fica o prometido ‘na saúde, na doença’...?).
            Também há muitos casos em que, quando a mulher tem um filho com alguma deficiência, a primeira atitude do marido é de espanto, de frustração. Depois, vem o abandono...
            São muitos os casos desse tipo em que o marido abandona a esposa e o filho ao mesmo tempo.
            Irresponsabilidade? Incapacidade de assumir fatos avessos à sua rotina? Covardia? Imaturidade?
            Diríamos que é isso tudo junto e, mais ainda, falta de solidariedade humana.
            Melhor que os covardes renunciassem, se conformando com o celibato.
            Pois casamento é para os fortes.

_________________________________________

Autor: Escritor ADhemyr Fortunatto
Autor dos livros: AS AVENTURAS DO BODÃO e
REFLEXÕES DE UM SUJEITO À TOA.


terça-feira, 5 de setembro de 2017

INSUPORTÁVEL FELICIDADE

Tem gente que não suporta ser feliz, exatamente: não suporta!
Basta que aconteça alguma coisa boa, na vida dessa pessoa,
para que ela espalhe aos quatro ventos a notícia.
Depois fica reclamando de que de repente tudo mudou
e a felicidade que estava sentindo se foi.
O maior erro de alguém que ganha um baú cheio de ouro,
por exemplo, é querer ostentá-lo.
A chance de perdê-lo é enorme quando se faz isso.
Você pode ser uma pessoa cercada de amigos,
mas nem todos vão ter por você a mesma consideração que você tem por eles.
Sempre vai ter alguém para te colocar para trás, para invejar,
muitas vezes, o pouco que você tem.
Você pode até achar que não tem nada para que sintam inveja de você,
mas muitas vezes o pouco que se tem já é o suficiente para alguns.
Pessoas que não sabem guardar a própria felicidade,
também não vão saber guardar um momento de tristeza
e isso é um prato cheio para os que se alegram com a infelicidade alheia.
Afinal às vezes um episódio triste dá mais repercussão do que um momento feliz.
No geral as pessoas adoram mesmo é contar vantagens e esconder a parte difícil.
É algo do tipo: não importa ter ido de terceira classe a Paris,
o que importa é que se chegou lá e não como se chegou.
Claro que isso é só um exemplo, mas é o que mais acontece.
As pessoas acham lindo ostentar, expor as conquistas,
mas não imaginam o mal que estão fazendo a si.
Gostam de expor principalmente seus relacionamentos,
para mostrar para todo mundo o quanto se é feliz.
Acredito que relacionamento deveria ser tratado como algo muito valioso,
e que não deveria ser usado para se expor.
Muitas vezes a felicidade exibida é uma baita mentira,
que só serve para invejar os pobres de espirito,
que acreditam em tudo o que é mostrado.



_______________
Escritora
Mariana Borges
Autora dos livros: ETERNAMENTE SOLIDÃO, TEMPERANÇA. EU FALO PORTUGUÊS e AMOR PERFEITO.
BLOGS: MINHAS LINDAS LETRAS >>> www.minhaslindasletras.blogspot.com.br
MINHAS HISTÓRIAS & CRÔNICAS >>> www.historiasecronicasmb.blogspot.com.br
Administradora no Grupo STAND DO AUTOR e RODA DE POESIA
e na página AMOR, POESIA & SAUDADE